Fabio Deus, 24 anos, faz sucesso em festas por São Paulo como bartender. No entanto, ele sonha mesmo em abrir a sua própria empresa de eventos. Ao plikko, o paulistano, que começou em uma área diferente da que atua hoje, fala sobre a profissão e revela qual o drinque que vem sendo mais pedido nas noites de São Paulo. Por Thais Hiray

Bartender em São Paulo há quatro anos, Fabio Deus iniciou a carreira meio sem querer: “Eu era garçom, mas muitas vezes o bartender do lugar onde eu trabalhava faltava e eu acabava entrando no lugar dele para fazer os coquetéis”.

Antes de ingressar de vez na profissão, no entanto, o paulistano ainda trabalhou em um call center: “Eu saí de lá e acabei encontrando um curso profissionalizante de bartender, com certificado. Foi quando eu resolvi entrar de cabeça nisso”

Hoje em dia, Deus trabalha como freelancer para alguns bares e baladas da cidade e faz atendimento a domicílio, como festas de aniversário, casamentos e eventos corporativos. Ele mesmo leva as bebidas e todo o material necessário – copos, coqueteleira e espremedor.

São mais de 20 opções de drinques para o cliente escolher, mas a queridinha do público é a tradicional e brasileiríssima caipirinha. “Ela é, com certeza, o carro-chefe! Dá para fazer de várias frutas, mas a moda agora é a de caju.” Para quem quer sair do lugar comum, Deus ainda oferece drinques próprios, e que podem ser criados, segundo o tema ou propósito de cada festa.

O valor do serviço varia de acordo com a quantidade de pessoas e o tipo de coquetel escolhido. “Calculo o custo das bebidas, a mão de obra e o transporte. Uma festa de caipirinha, por exemplo, sai cerca de R$ 10 por pessoa.” Hoje em dia, sozinho, o paulistano diz que atende, no máximo, 50 pessoas por evento.

Para o bartender, a maior dificuldade da profissão é a desvalorização do profissional dessa área. “As pessoas falam que qualquer um consegue fazer um coquetel, mas não é assim. Tem muita técnica e muitos detalhes. É preciso se atualizar sempre”, afirma.

Deus não para de se atualizar e, atualmente, está inscrito em um curso de drinques moleculares. A mixologia molecular é uma técnica que vem da gastronomia e que tem como principal objetivo a combinação de novas texturas e a transformação de líquidos em sólidos ou gasosos.

“Eu estou criando uma página do Facebook chamada Go Drinks e meu objetivo é abrir uma empresa de eventos até o final deste ano.” Estamos torcendo por ele!

Ainda não tem o app do Plikko? 

O app do Plikko é uma ferramenta que entende o seu tempo para encaixar o compromisso que você precisa. De maneira totalmente gratuita, colocamos você em contato com muitos clientes e uma variedade enorme de prestadores de serviços. Baixe agora.