Baseado em uma pesquisa que desafia a economia tradicional, o livro Future is Shared (O Futuro é Compartilhado), escrito por Bayo Adekanmbi, executivo da MTN, traz à luz uma fronteira pouco explorada nos negócios – a perspectiva da partilha vista dos chamados “mercados emergentes”.

Por Marc Tawil

Para o autor, a “conectividade abundante” está redefinindo a conexão do consumidor com produtos e serviços e fomenta, simultaneamente, novos conceitos como “diminuição de necessidades”, “mutualização de bens” e o “teorema de abundância em massa”.

Future is Shared ainda evidencia como o compartilhamento, através do capitalismo de multidões, pode impulsionar o empreendedorismo e o desenvolvimento socioeconômico, remodelando as práticas empresariais.

A obra retrata os êxitos de gigantes da economia compartilhada, como Uber e AirBnB, e vai além ao descrever a ebulição de negócios menores, embora similares, que têm crescido em ritmo maior do que os chamados negócios mainstream. Mesmo assim, o livro não deixa de relatar como essas empresas têm-se arriscado.

“O sucesso deste modelo de negócio está ligado à riqueza e amplitude do fornecimento de dados. São eles, os dados, o petróleo que alimenta a economia compartilhada”, diz o autor. Segundo ele, o uso dos dados nos negócios ajuda a prever riscos, quantifica valores e gera oportunidades em tempo real.

“A filosofia da economia compartilhada se estende ao crowdsourcing, ao crowdfunding, à desintermediação, aos serviços on-demand e reciclagem, ao social, ao econômico e, mais importante, à sustentabilidade. Sairão ganhando as empresas que aprenderem com ‘experiências compartilháveis’, ​​por meio da sociabilidade e da sustentabilidade”, disse o autor ao jornal britânico The Guardian.

“No século 21, elas serão mais responsáveis com o planeta e ‘reutilizar’ será um elemento-chave do futuro posicionamento de qualquer marca. Hoje, as companhias estão reinventando seu modelo de negócio. Por exemplo, a americana Ford e a Baidu, da China, estão conjuntamente desenvolvendo seus serviços de compartilhamento de passeio em veículos sem condutor, enquanto que a Unilever adquiriu o Dollar Shave Club, ‘serviço de assinatura de barbear’, por centenas de milhares de libras”, completa Adekanmbi, que hoje roda o mundo dando palestras sobre o livro.

Benita Matofska, fundador do People Who Share, uma das três principais autoridades globais sobre Economia Compartilhada, disse Future is Shared “é um livro importante e abrangente que examina as oportunidades e o potencial da economia de partilha para transformar não só a África, mas também todos os países em desenvolvimento do planeta”.

Saiba mais: Future is Shared

Ainda não tem o app do Plikko? 

O app do Plikko é uma ferramenta que entende o seu tempo para encaixar o compromisso que você precisa. De maneira totalmente gratuita, colocamos você em contato com muitos clientes e uma variedade enorme de prestadores de serviços. Baixe agora.